Deus nunca deixa de nos amar!

300 Deus nunca pára de nos amar

Você sabe que a maioria das pessoas que acredita em Deus tem dificuldade em acreditar que Deus os ama? As pessoas acham fácil imaginar Deus como Criador e Juiz, mas é muito difícil ver Deus como Aquele que as ama e se importa profundamente com elas. Mas a verdade é que nosso Deus infinitamente amoroso, criativo e perfeito não cria nada que se oponha a ele, que está em oposição a si mesmo. Tudo o que Deus cria é bom, uma perfeita manifestação no universo de sua perfeição, criatividade e amor. Onde quer que encontremos o oposto - ódio, egoísmo, ganância, medo e medo - não é porque Deus fez as coisas assim.

O que é mal além da perversão de algo originalmente bom? Tudo o que Deus criou, incluindo nós humanos, foi extremamente bom, mas é o abuso da criação que produz o mal. Ela existe porque usamos a boa liberdade que Deus nos deu da maneira errada, para nos afastarmos de Deus, a fonte de nosso ser, ao invés de nos aproximarmos dela.

O que isso significa para nós pessoalmente? Simplesmente isto: Deus nos criou das profundezas de seu amor altruísta, de seu suprimento ilimitado de perfeição e criatividade criativa. Isso significa que estamos perfeitamente bem e bem como Ele nos criou. Mas e os nossos problemas, pecados e erros? Tudo isso é conseqüência de nossa distância de Deus, de ver a nós mesmos como a fonte de nosso ser, em vez do Deus que nos criou e sustenta nossas vidas.

Se nos afastamos de Deus e nos movemos em nossa própria direção, longe de seu amor e bondade, então não podemos ver quem ele realmente é. Nós o vemos como um juiz temível, alguém para ter medo, alguém que espera nos machucar ou se vingar de todas as coisas erradas que fizemos. Mas Deus não é assim. Ele é sempre bom e ele sempre nos ama.

Ele quer que o conheçamos, experimentemos sua paz, sua alegria, seu rico amor. Nosso Salvador Jesus é a imagem da natureza de Deus e ele carrega todas as coisas com sua poderosa palavra (Hebreus 1,3). Jesus nos mostrou que Deus é para nós, que apesar de nossa tentativa insana de fugir dele, ele nos ama. Nosso Pai celestial deseja que voltemos e cheguemos a sua casa.

Jesus contou uma história de dois filhos. Um deles era como você e eu. Ele queria ser o centro de seu universo e criar seu próprio mundo para si mesmo. Portanto, ele exigiu metade de sua herança e correu o mais longe que pôde, vivendo apenas para agradar a si mesmo. Mas sua dedicação para agradar a si mesmo e viver para si mesmo não funcionou. Quanto mais ele usava seu dinheiro de herança para si mesmo, pior ele se sentia e o miserável se tornava.

Das profundezas de sua vida negligenciada, seus pensamentos se voltaram para seu pai e sua casa. Por um breve e brilhante momento, ele entendeu que tudo o que realmente queria, tudo de que realmente precisava, tudo que lhe dava um bom sentimento e felicidade, estava em casa com o pai. Na força daquele momento de verdade, nesse momentâneo contato desimpedido com o coração de seu pai, ele se retirou do cocho de porcos e começou a voltar para casa, imaginando o tempo todo se seu pai alguma vez tivera um tal tolo e perdedor como ele havia se tornado, seria retomado.

Você conhece o resto da história - você pode encontrá-lo em Lukas 15. Não apenas seu pai o pegou, ele o viu chegando quando ainda estava longe; ele estava seriamente esperando por seu filho perdido. E ele correu para abraçá-lo, abraçá-lo e dominá-lo com o mesmo amor que sempre tivera por ele. Sua alegria era tão grande que ela teve que ser celebrada.

Havia outro irmão, o mais velho. Aquele que ficou com o pai, que não fugiu e que não estragou a vida. Quando este irmão soube da comemoração, ele estava zangado e amargo com o irmão e o pai e não queria entrar em casa. Mas seu pai também foi até ele, e do mesmo amor ele falou com ele, e o banhou com o mesmo amor infinito com o qual ele tinha banhado seu filho vicioso.

O irmão mais velho finalmente se virou e se juntou à comemoração? Jesus não nos disse isso. Mas a história nos diz o que todos nós precisamos saber - Deus nunca deixa de nos amar. Ele anseia que nos arrependamos e retornemos a ele, e nunca é uma questão de se ele nos perdoará, aceitará e amará porque é Deus nosso Pai, cujo infinito amor é sempre o mesmo.

É hora de você parar, fugir de Deus e voltar para sua casa? Deus nos fez perfeitos e completos, uma expressão maravilhosa em seu belo universo de amor e poder criativo. E nós ainda somos. Tudo o que temos a fazer é voltar atrás e nos reconectar com o nosso Criador, que ainda nos ama hoje, assim como ele nos amou quando nos chamou à existência.

por Joseph Tkach


pdfDeus nunca deixa de nos amar!