Novas criaturas

Sementes, cebolas, ovos, lagartas. Essas coisas são empolgantes, não são? Quando plantei bulbos de flores nesta primavera, fiquei um pouco cético. Como essas cebolas feias, marrons e volumosas poderiam produzir lindas flores no rótulo da embalagem?

Bem, com algum tempo, um pouco de água e um pouco de sol, meu ceticismo transformou-se em reverência, de modo que os germes verdes brotaram do solo primeiro. Então os botões apareceram. Depois disso, estas grandes flores rosa e branca, 15 cm, foram abertas. Então, não há propaganda enganosa! Que milagre!

Mais uma vez o espiritual se reflete no físico. Vamos dar uma olhada. Vamos nos olhar no espelho. Como esses ídolos carnais, egoístas, vaidosos, gananciosos e que servem (etc.) As pessoas se tornam santas e perfeitas, como previsto em 1 Pedro 1,15:5,48 e Mateus? Isso inclui muita imaginação, que felizmente para nós, Deus tem em abundância.

Somos como aquelas cebolas ou sementes no solo. Eles pareciam mortos. Não parecia haver nenhuma vida neles. Antes de nos tornarmos cristãos, estávamos mortos em nossos pecados. Nós não tivemos vida. E então algo maravilhoso aconteceu. Quando começamos a acreditar em Jesus, nos tornamos novas criaturas. O mesmo poder que ressuscitou Cristo dos mortos também nos ressuscitou dos mortos.

Nos foi dada a nova vida, como diz em 2 Coríntios 5,17: “Então, se uma pessoa pertence a Cristo, ela já é 'nova criação'. O que ele costumava ser acabou; algo completamente novo (nova vida) começou! " (Rev. GN-1997)

No meu artigo sobre nossa identidade em Cristo, eu coloquei "escolhido" ao pé da cruz. "New Creation" agora está sendo executado no tronco vertical. Deus quer que façamos parte de sua família; portanto, ele nos molda em novas criaturas através do poder do Espírito Santo.

Assim como aquelas cebolas não lembram o que eu plantei antes, então já não se assemelham crentes da pessoa que já fomos. Nós somos novos. Nós já não pensamos mais como antes, não se comportam mais assim e não tratam os outros como costumávamos. Mais uma diferença importante: não pensamos mais em Cristo como costumávamos pensar sobre ele. O Rev.GN-1997 citado 2.Korinther 5,16 da seguinte forma: "Portanto, eu não julgar a partir de agora ninguém para [puramente] padrões humanos [valores terrenos], mesmo Cristo, a quem eu já julgado [Hoje eu conheço muito ao contrário de antes]. "

Nos foi dada uma nova perspectiva sobre Jesus. Nós não o vemos mais de uma perspectiva terrena e incrédula. Ele não era apenas um ótimo professor. Ele não era apenas uma boa pessoa que vivia adequadamente. Ele não foi rápido para lançar uma arma no mundo ..

Ele é Senhor e Salvador, o Filho do Deus vivo. Ele é quem morreu por nós. Ele é o único que deu a vida para nos dar vida a sua vida. Ele nos fez novos.

de Tammy Tkach


pdfNovas criaturas