Cristo, o fim da lei

Toda vez que leio as Epístolas de Paulo, vejo que ele corajosamente proclamou a verdade do que Deus realizou por meio do nascimento, vida, morte, ressurreição e ascensão de Jesus. Em muitas outras cartas, Paulo passou um bom tempo reconciliando aquelas pessoas que não podiam confiar em Jesus, porque sua esperança estava baseada na lei. É importante notar que a lei que Deus deu a Israel foi temporária. Foi planejado apenas como temporário e deve permanecer efetivo até que Cristo venha.

Para Israel, a lei era um professor que ensinava sobre o pecado e a justiça e a necessidade de um salvador. Isso os levou até que o prometido Messias viesse, através de quem Deus abençoaria todas as nações. Mas a lei não poderia dar a Israel justiça nem salvação. Só poderia dizer-lhes que eles eram culpados, que precisavam de um Salvador.

Para a igreja cristã, a lei nos ensina, assim como todo o Antigo Testamento, quem é Deus. Também nos ensina como Deus criou um povo do qual o Redentor viria para tirar seus pecados - não apenas do povo de Deus, Israel, mas dos pecados de todo o mundo.

A lei nunca foi planejada como um substituto para um relacionamento com Deus, mas como um meio de levar Israel ao seu Redentor. Em Galatian 3,19, Paulo escreveu: "Então, qual é a lei? Foi adicionado para o bem dos pecados, até que o descendente esteja lá a quem a promessa é feita ".

Em outras palavras, Deus teve um começo e um fim para a lei, e o fim foi a morte e ressurreição do Messias e Salvador Jesus Cristo.
Paulo continuou nos versos 21-26: "O que? A lei então é contra as promessas de Deus? Isso estava longe! Pois somente se houvesse uma lei que pudesse dar vida, a justiça realmente sairia da lei. Mas a Escritura incluiu tudo sob o pecado, para que a promessa da fé em Jesus Cristo seja dada àqueles que crêem. Mas antes que a fé chegasse, fomos mantidos sob a lei e fechados à fé, que deveria ser revelada. Então a lei era nossa disciplinadora em Cristo, para que pudéssemos ser justificados pela fé. Mas depois que a fé chegou, não estamos mais sob o disciplinador. Porque todos vós sois filhos de Cristo Jesus pela fé.

Antes que Deus abrisse os olhos para esse entendimento, Paulo não tinha visto para onde a lei estava indo - em direção a um Deus amoroso, misericordioso e perdoador, que nos redimiria dos pecados revelados pela lei. Em vez disso, ele via a lei como um fim em si mesmo e acabava com uma religião pesada, vazia e destrutiva.

"E aconteceu que o mandamento me trouxe a morte, que foi, no entanto, dada à vida", escreveu em Romanos 7,10, e no versículo 24 ele fez a pergunta: "Eu sou homem miserável! Quem me redimirá deste corpo mortal? ”A resposta que ele encontrou é que a salvação vem somente pela graça de Deus e só pode ser experimentada pela fé em Jesus Cristo.

Em tudo isso, vemos que o caminho para a justiça não vem através da lei, que não pode tirar nossa culpa. O único caminho para a justiça é através da fé em Jesus, na qual todos os nossos pecados são perdoados, e nos quais estamos reconciliados com o nosso Deus fiel, que nos amará incondicionalmente e nunca nos deixará ir.

por Joseph Tkach


pdfCristo, o fim da lei