Fé - veja o invisível

São apenas cinco a seis semanas antes de celebrarmos a morte e ressurreição de Jesus. Duas coisas nos aconteceram quando Jesus morreu e foi ressuscitado. O primeiro é que morremos com ele. E a segunda coisa é que fomos criados com ele.

O apóstolo Paulo coloca assim: Se você agora ressuscitou com Cristo, procure o que está acima, onde Cristo está, sentado à direita de Deus. Busque o que está em cima, não o que está na terra. Porque você morreu e sua vida está oculta com Cristo em Deus. Mas quando Cristo, sua vida, se revelar, você também será revelado com ele na glória (Colossenses 3,1: 4).

Quando Cristo morreu na cruz pelos nossos pecados, toda a humanidade morreu lá, incluindo você e eu, em um sentido espiritual. Cristo morreu como nosso representante em nosso lugar. Mas não meramente como nosso substituto, ele morreu e se levantou como nosso representante [representante] dos mortos. Isso significa que quando ele morreu e foi criado, nós morremos com ele e fomos criados com ele. Significa que o Pai nos aceita com base no que somos em Cristo, seu amado Filho. Jesus nos representa diante do Pai em tudo que fazemos, de modo que não somos mais nós que o fazemos, mas Cristo em nós. Em Jesus, fomos libertados do poder do pecado e de seu castigo. E em Jesus, temos uma nova vida nele e no Pai através do Espírito Santo. A Bíblia chama isso de nascer de novo ou de cima. Nascemos de cima através do poder do Espírito Santo para viver uma vida plena em uma nova dimensão espiritual.

De acordo com o versículo que lemos anteriormente, bem como vários outros versículos, vivemos com Cristo em um reino celestial. O velho eu morreu e um novo eu veio à vida. Eles são agora uma nova criação em Cristo. A emocionante verdade de ser uma nova criação em Cristo é que agora estamos identificados com ele e ele conosco. Nunca devemos nos considerar separados, longe de Cristo. Nossa vida está escondida com Cristo em Deus. Estamos completamente identificados com Cristo. Nossa vida está nele. Ele é a nossa vida. Nós somos um com ele. Nós vivemos nisso. Nós não somos apenas habitantes da terra; nós também somos habitantes do céu. Eu gosto de descrevê-lo como vivendo em dois fusos horários - os fusos horários celestes temporários, físicos e eternos. É fácil dizer essas coisas. É mais difícil vê-los. Mas eles são verdadeiros, apesar de lutarmos com todos os problemas diários que enfrentamos.

Paul descreveu isso no 2. Corinthians 4,18 da seguinte forma: Nós, que não vemos no visível, mas no invisível. Pois o que é visível, isso é temporal; mas o que é invisível é eterno. Esse é exatamente o ponto de tudo isso. Essa é a essência da fé. Ver essa nova realidade de quem somos em Cristo muda todo o nosso pensamento, incluindo o que estamos passando agora. Quando nos vemos vivendo em Cristo, faz uma enorme diferença em como somos capazes de lidar com os assuntos da vida presente.

por Joseph Tkach


pdfFé - veja o invisível