Mistérios e segredos

Nas religiões pagãs, os mistérios eram segredos abertos apenas àqueles que foram introduzidos em seu sistema de adoração. Esses segredos supostamente davam a eles o poder e a capacidade de influenciar os outros, e não deveriam ser revelados a mais ninguém. Eles certamente não foram proclamados. Tal conhecimento poderoso era perigoso e tinha que ser mantido em segredo a todo custo.

O oposto é o caso do evangelho. No Evangelho, é o grande mistério do que Deus fez na e através da história humana, que é revelada a todos clara e livremente, em vez de ser mantida em segredo.

Em nosso vernáculo inglês, um mistério é parte de um quebra-cabeça que deve ser encontrado. Na Bíblia, entretanto, um mistério é algo que é verdade, mas que a mente humana não pode entender até que Deus a revele.

Paulo descreve todas essas coisas como mistérios que foram obscurecidos no tempo antes de Cristo, mas que foram totalmente revelados em Cristo - o segredo da fé (1 Tim. 3,16), o segredo da obstrução de Israel 11,25), o segredo do plano de Deus para a humanidade (1 Cor. 2,7), que é o mesmo que o segredo da vontade de Deus (Ef 1,9) e o segredo da ressurreição (1 Cor.15,51).

Quando Paulo revelou abertamente o mistério, ele fez duas coisas: Primeiro, ele explicou que o que foi sugerido na Antiga Aliança se tornou realidade na Nova Aliança. Em segundo lugar, ele se opunha à idéia de um mistério oculto e dizia que o mistério cristão era um mistério revelado, divulgado, proclamado a todos e acreditado pelos santos.

Em Colossenses 1,21-26 ele escreveu: E você, que você já foram alienados e inimigos em suas obras más, 1,22 ele já reconciliados pela morte de seu corpo mortal, que ele vos apresentar santos e irrepreensíveis e impecável diante da sua face; 1,23 se você permanecer na fé, estabelecido e firme, e não se desviar da esperança do evangelho que você ouviu e que é pregado a todas as criaturas debaixo do céu. Eu me tornei seu servo, Paul. 1,24 Agora eu me alegro com os sofrimentos que sofro por você e reprovo minha carne, o que ainda falta nos sofrimentos de Cristo, por seu corpo, que é a igreja. 1,25 teu servo I tornaram-se através do ministério que Deus me deu, que eu deveria pregar-lhe a sua palavra abundante, 1,26 o mistério que esteve oculto dos séculos e das gerações, mas agora foi manifesto aos seus santos.

Deus nos chama e nos manda trabalhar para ele. Nossa tarefa é tornar visível o reino invisível de Deus através da vida e do testemunho cristãos fiéis. O evangelho de Cristo é o evangelho do reino de Deus, as boas novas de justiça, paz e alegria no Espírito Santo por meio de comunhão e discipulado com nosso Senhor e Salvador vivo. Não deve ser mantido em segredo. Deve ser compartilhado com todos e proclamado a todos.

Paulo continua: ... a quem Deus queria tornar conhecida a riqueza gloriosa desse mistério entre os gentios, a saber, Cristo em você, a esperança da glória. 1,28:1,29 Indagamos sobre isso e exortamos todas as pessoas e ensinamos todas as pessoas com toda a sabedoria, para que possamos aperfeiçoar todas as pessoas em Cristo. Por isso também luto e luto na força daquele que trabalha forte em mim (Col. 1,27-29).

O evangelho é uma mensagem sobre o amor de Cristo e como somente ele nos liberta da culpa e nos transforma na imagem de Cristo. Como Paulo escreveu à igreja em Filipos: Nossos direitos civis estão no céu; não importa onde esperamos que o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, 3,21 transforme nosso corpo vaidoso, ele se tornará imediatamente seu corpo glorificado de acordo com a força com a qual ele pode se submeter a todas as coisas (Filipenses 3,20-21).

O evangelho é realmente algo para comemorar. O pecado e a morte não podem nos separar de Deus. Deveríamos ser mudados. Nossos corpos glorificados não apodrecem, não precisam mais de comida, não envelhecem nem se enrugam. Seremos criados como Cristo em poderosos corpos espirituais. Mais do que isso simplesmente ainda não é conhecido. Como João escreveu: Queridos, já somos filhos de Deus; mas o que seremos ainda não foi revelado. Mas sabemos que se isso se tornar aparente, seremos como ele; porque vamos vê-lo como ele é (1 João 3,2).

por Joseph Tkach


pdfMistérios e segredos