Salvação para todas as pessoas

Resgate 357 para todos Há muitos anos, ouvi pela primeira vez uma mensagem que me confortou desde então. Eu também vejo hoje como uma mensagem muito importante da Bíblia. É a mensagem que Deus está salvando toda a humanidade. Deus preparou um caminho no qual todas as pessoas podem alcançar a salvação. Ele agora está implementando seu plano. Primeiro, queremos procurar na Palavra de Deus o caminho da salvação. Em Romanos, Paulo descreve a situação em que as pessoas se encontram:

"Todos pecaram e sentem falta da glória que deveriam ter diante de Deus" (Romanos 3,23 Schlachter 2000).

Deus providenciou glória para o povo. Isso significa o que nós humanos desejamos como felicidade, como o cumprimento de todos os nossos desejos. Mas nós humanos perdemos ou perdemos essa glória através do pecado. O pecado é o grande obstáculo que nos separou da glória, um obstáculo que não pode ser superado por nós. Mas Deus removeu este obstáculo através do seu Filho Jesus.

"E sem mérito faça justiça à Sua graça através da redenção que foi feita por Cristo Jesus" (Verso 24).

A salvação, então, é o caminho que Deus providenciou para que as pessoas lhes dessem acesso à glória de Deus novamente. Deus providenciou apenas um único acesso, mas as pessoas tentam oferecer e escolher desvios e outras formas de alcançar a salvação. Essa é uma das razões pelas quais sabemos tantas religiões. Jesus disse de si mesmo em John 14,6 " Eu sou o caminho ». Ele não disse que era uma das muitas maneiras, mas o caminho. Pedro confirmou isso perante o Conselho Superior:

«E em nenhum outro é a salvação (Salvação) também nenhum outro nome dado a pessoas sob o céu através das quais devemos ser salvos ser (salvo) » (Atos 4,12).

Paulo escreveu para a igreja em Éfeso:

«Tu também estavas morto pelas tuas transgressões e pecados. Portanto, lembre-se de que você nasceu pagão e foi chamado de incircunciso por aqueles que são circuncidados, que você estava sem Cristo naquele tempo, excluído dos direitos civis de Israel e estranhos fora da aliança da promessa; portanto você teve sem esperança e esperou no mundo sem Deus » (Efésios 2,1: 11 e 12).

Estamos procurando saídas e alternativas em situações difíceis. Isso mesmo. Mas quando se trata do pecado, temos apenas uma opção: a salvação através de Jesus. Não há outro caminho, nenhuma alternativa, nenhuma outra esperança, nenhuma outra chance além do que Deus tem planejado fazer desde então: Salvação através de seu filho Jesus Cristo .

Se mantivermos esse fato em mente, isso levanta questões. Perguntas que já foram feitas por muitos cristãos:
E quanto aos meus queridos parentes falecidos que não se converteram?
E quanto aos muitos milhões que nunca ouviram o nome de Jesus em suas vidas?
E quanto aos muitos bebês inocentes que morreram sem conhecer Jesus?
Essas pessoas têm que sofrer o inferno porque nunca ouviram o nome de Jesus?

Muitas respostas foram dadas a estas perguntas. Alguns dizem que Deus só quer salvar alguns que ele escolheu e planejou fazer antes da fundação do mundo. Outros dizem que Deus finalmente salvará a todos, querendo ou não, que Deus não é cruel. Há muitos matizes entre essas duas opiniões, que eu não discuto agora. Nós nos dedicamos às declarações da Palavra de Deus. Deus quer salvação para todas as pessoas. Esta é a sua vontade sincera, que ele deixou claro e claro.

"Isso é bom e agradável a Deus, nosso Salvador que quer Que allen As pessoas são ajudadas e chegam ao conhecimento da verdade. Pois é um Deus e um mediador entre Deus e os homens, a saber, o homem Jesus Cristo, que se entregou por um Tudo pela salvação » (1 Timóteo 2,3: 6–XNUMX).

Deus mostra claramente que ele quer criar salvação para todos. Ele também revelou em sua Palavra Sua vontade de que ninguém se perderia.

«O Senhor não adia a promessa, como alguns a consideram; mas ele tem paciência com você e não quero que alguém se perca , mas que todos possam encontrar ônibus » (1 Pedro 3,9).

Como Deus implementará sua vontade na prática? Deus não enfatiza em sua Palavra o aspecto temporal, mas como o sacrifício de seu Filho serve à salvação de toda a humanidade. Nós nos dedicamos a esse aspecto. No batismo de Jesus, João Batista apontou para um fato importante:

"No dia seguinte, João vê que Jesus está vindo para ele e diz: Eis que este é o Cordeiro de Deus, que o mundo O pecado carrega » (João 1,29).

Jesus tomou sobre Si todo o pecado do mundo, não apenas uma parte desse pecado. Ele tomou sobre si toda injustiça, toda maldade, toda maldade, todo engano e toda falsidade. Ele suportou este enorme fardo dos pecados do mundo inteiro e sofreu a morte por todas as pessoas, a penalidade pelo pecado.

«E é a reconciliação pelos nossos pecados, não apenas pelos nossos, mas também por eles. o mundo inteiro » (1 João 2,2).

Através de sua grande ação, Jesus abriu uma porta para sua salvação para o mundo inteiro, para todas as pessoas. Apesar do peso do fardo dos pecados que Jesus sofreu, e apesar das dificuldades e sofrimentos que ele teve que suportar, Jesus tirou tudo por amor profundo por nós, por amor a todas as pessoas. A escritura bem conhecida nos diz:

«Então Deus tem o mundo amou que deu o seu filho unigênito, para que todos os que nele crêem não se percam, mas tenham a vida eterna » (João 3,16).

Ele fez isso por nós por "prazer". Não para se entregar a sentimentos sádicos, mas por profundo afeto por todos.

«Porque agradou a Deus que nele (Jesus) toda abundância deve viver, e ele através dele tudo foi reconciliado seja na terra ou no céu, fazendo as pazes através do seu sangue na cruz » (Colossenses 1,19-20).

Percebemos quem é esse Jesus? Ele é "apenas" o salvador de toda a humanidade, ele também é seu criador e sustentador. Ele é a personalidade que nos chamou e ao mundo através da sua palavra. É também ele quem nos mantém vivos, nos fornece alimentos e roupas, que mantém todos os sistemas no espaço e na terra, para que existamos. Paulo aponta esse fato:

«Porque Tudo é criado nele aquilo que está no céu e na terra, o visível e o invisível, são tronos ou domínios ou poderes ou poderes; tudo é criado por ele e para ele. E ele é acima de tudo, e está tudo nele » (Colossenses 1,16-17).

Jesus, o Redentor, Criador e Sustentador fez uma declaração especial pouco antes de sua morte.

«E quando eu for exaltado da terra, quero para mova-se para mim. Mas ele disse que para indicar que morte ele iria morrer » (João 12,32).

Jesus quis dizer com a "exaltação" sua crucificação, que trouxe sua morte. Ele previu que envolveria todos nesta morte. Quando Jesus diz a todos, ele quer dizer todos, todas as pessoas. Paulo adotou este pensamento:

«Porque o amor de Cristo nos exorta, principalmente porque estamos convencidos de que se alguém morreu por todos, todos eles morreram» (2 Coríntios 5,14).

Com a morte de Cristo na cruz, ele trouxe morte a todo ser humano em um aspecto, pois ele os atraiu para a cruz. Todos morreram com a morte do seu Redentor. Todos os humanos, assim, têm a aceitação desta morte vicária disponível. No entanto, Jesus não permaneceu morto, mas foi criado por seu pai. Em sua ressurreição, ele também envolveu todos os envolvidos. Todas as pessoas serão ressuscitadas. Esta é uma declaração básica da Bíblia.

«Não se surpreenda. Pois chegará a hora em que todos os que estão nas sepulturas ouvirão a sua voz e sairão, que fizeram o bem pela ressurreição da vida, mas que fizeram o mal pela ressurreição do julgamento » (João 5,28-9).

Jesus não deu uma declaração de tempo sobre essa declaração. Se estas duas ressurreições ocorrem ao mesmo tempo ou em momentos diferentes, não menciona Jesus aqui. Vamos ler algumas passagens da Bíblia sobre o julgamento. Aqui nos é revelado quem será o juiz.

«Porque o pai não julga ninguém, mas tem todo o julgamento entregue ao filho para que todos honrem o filho. Aquele que não honra o Filho não honra o Pai que o enviou. E ele lhe deu autoridade para manter o tribunal, porque ele é o filho do homem » (João 5, versículos 22-23 e 27).

O juiz diante de quem todo mundo tem que responder será Jesus Cristo, o Criador, Preservador e Redentor de cada ser humano. O juiz é a mesma pessoa que sofreu a morte por todos os homens, a mesma que obteve a reconciliação para o mundo, a mesma que dá a cada vida física humana e o mantém vivo. Poderíamos desejar um juiz melhor? Deus entregou o julgamento a seu filho porque ele é o Filho do Homem. Ele sabe o que significa ser humano. Ele nos conhece seres humanos de perto, é um de nós. Ele conhece em primeira mão o poder do pecado e a sedução de Satanás e seu mundo. Ele conhece os sentimentos e impulsos humanos. Ele sabe o quão poderosos eles são, porque ele criou o homem e se tornou um homem como nós, mas sem pecado.

Quem não quer confiar neste juiz? Quem não reagiria às palavras desse juiz, se prostraria e confessaria sua culpa?

«Em verdade, em verdade vos digo: Quem ouve minha palavra e acredita Aquele que me enviou ele tem a vida eterna e não chega a julgamento, mas passou da morte para a vida » (Verso 24).

O julgamento que Jesus realiza será absolutamente justo. É caracterizado pela imparcialidade, amor, perdão, compaixão e misericórdia.

Mesmo que Deus e seu Filho, Jesus Cristo, tenham criado as melhores condições para cada pessoa alcançar a vida eterna, algumas pessoas não aceitarão a Sua salvação. Deus não irá forçá-lo à felicidade. Eles vão colher o que semearam. Quando o tribunal termina, há apenas dois grupos de pessoas, como CS Lewis colocou em um de seus livros:

O único grupo dirá a Deus: Tua vontade será feita.
Para o outro grupo, Deus dirá: Tua vontade será feita.

Quando Jesus estava na terra, ele falou do inferno, do fogo eterno, uivos e dentes tagarelando. Ele falou de condenação e punição eterna. Este é um aviso para nós, para que não lidemos de forma imprudente com a promessa de salvação de Deus. Na palavra de Deus, a maldição e o inferno não são colocados em primeiro plano, em primeiro plano está o amor e a preocupação de Deus por todas as pessoas. Deus quer salvação para todas as pessoas. Mas quem não quer aceitar esse amor de Deus e perdão, Deus deixa sua vontade. O castigo eterno, no entanto, não será sofrido por quem não o quiser expressamente. Deus não condena ninguém que nunca teve a oportunidade de aprender sobre Jesus e sua obra salvadora.

Na Bíblia, encontramos duas cenas da Corte Mundial escritas. Uma é encontrada em Mateus 25 e a outra em Revelação 20. Eu recomendo que você leia. Eles nos mostram a perspectiva de como Jesus irá julgar. O tribunal é representado nesses lugares como um evento que é realizado em um determinado momento. Vamos nos voltar para uma escritura que indica que se pode entender um período de tempo maior sob o julgamento.

«Porque chegou a hora do julgamento começar na casa de Deus. Mas se chegarmos até nós primeiro, o que terminará com aqueles que não crerem no evangelho de Deus » (1 Pedro 4,17).

A casa de Deus é usada aqui como um nome para igreja ou comunidade. Ela está no tribunal hoje. Os cristãos ouviram e responderam ao chamado de Deus em seu tempo. Eles vieram a conhecer Jesus como Criador, Sustentador e Redentor. Para ela, a corte está ocorrendo agora. A casa de Deus nunca é julgada de maneira diferente. Jesus Cristo usa o mesmo padrão para todas as pessoas. Isso é marcado por amor e misericórdia.

A casa de Deus recebeu uma tarefa de seu Senhor para participar da salvação de toda a humanidade. Somos chamados a pregar as boas novas do reino de Deus aos nossos semelhantes. Nem todas as pessoas prestam atenção a essa mensagem. Muitos a desprezam, porque para ela ela é loucura, desinteressante ou sem sentido. Não devemos esquecer que a obra de Deus é salvar as pessoas. Somos seus funcionários que muitas vezes cometem erros. Não nos desanimemos se o sucesso do nosso trabalho parece estar faltando. Deus está sempre trabalhando e chamando e acompanhando as pessoas para si. Jesus vê que os chamados alcançarão seu objetivo.

"Ninguém pode vir até mim, a menos que o pai que me enviou o puxe, e eu o levantarei no último dia. Tudo o que meu pai me dá vem até mim; e quem vier a mim, não o expulsarei. Porque eu vim do céu não para fazer minha vontade, mas a vontade daqueles que me enviaram. Mas esta é a vontade de quem me enviou que eu não perco nada de tudo o que ele me deu, mas que eu a levanto no último dia » (João 6,44 e 37-39).

Vamos colocar nossa esperança inteiramente em Deus. Ele é o Salvador, Salvador e Redentor de todas as pessoas, especialmente dos crentes. (1 Timóteo 4,10) Vamos manter esta promessa de Deus!

de Hannes Zaugg


pdfSalvação para todas as pessoas