Você é manso?

465 eles são gentis Um fruto do Espírito Santo é a mansidão (Gálatas 5,22). A palavra grega para isso é "praotes", que significa manso ou atencioso; expressa o que se entende por "uma alma do homem". Gentileza e consideração são mostradas em algumas traduções da Bíblia como a New Geneva Translation (NGÜ) usado de forma intercambiável.

A Bíblia coloca grande ênfase na gentileza ou consideração. Diz: "os mansos receberão a terra como propriedade" (Mateus 5,5). No entanto, mansidão não é uma palavra muito popular ou difundida hoje. Nossa sociedade está obcecada em ser agressiva. Para avançar, você precisa nadar com os tubarões. Vivemos em uma sociedade de cotovelo e os fracos são rapidamente deixados de lado. No entanto, é um grande erro combinar mansidão com fraqueza. Gentileza ou consideração não é uma fraqueza. Jesus se descreveu como uma pessoa mansa, e estava longe de ser uma mariquinha fraca e covarde que evitava todos os problemas (Mateus 11,29). Ele não era indiferente ao seu ambiente ou às necessidades dos outros.

Muitas figuras históricas lendárias, como Lincoln, Gandhi, Einstein e Madre Teresa, foram gentis ou atenciosas, mas não temerosas. Eles não precisaram demonstrar sua importância para os outros. Eles tinham a intenção e a capacidade de enfrentar qualquer obstáculo colocado em seu caminho. Essa determinação interior é muito valiosa para Deus (1 Pedro 3,4) É preciso muita força interior para ser realmente gentil. Gentileza é descrita como uma força sob controle.

É interessante que a palavra "gentil" raramente era ouvida antes da era cristã e a palavra "cavalheiro" não era conhecida. Essa alta qualidade de caráter é na verdade um subproduto direto da era cristã. Ser manso ou atencioso é evidente no que pensamos de nós mesmos e no que pensamos dos outros.

Como lidamos com os outros quando temos poder sobre eles? Abençoado é o homem que não retém mais do que deveria, quando outros o elogiam e o promovem, comparado com o tempo da vida em que ele ainda não era ninguém.

Devemos ter cuidado com as palavras que dizemos (Provérbios 15,1: 25,11; 15). Devemos ter cuidado com o modo como tratamos os outros (1 Tes 2,7). Devemos ser amigáveis ​​com todos (Filipenses 4,5). Não é nossa beleza que Deus valoriza em nós, mas nossa natureza amigável e equilibrada (1 Pedro 3,4). Um manso não está em confronto (1 Cor 4,21). Uma pessoa indulgente é gentil com quem comete erros e sabe que o passo errado poderia facilmente ter acontecido com ele! (Gálatas 6,1). Deus nos chama para sermos gentis e pacientes com todos e sermos indulgentes e amorosos uns com os outros (Efésios 4,2). Quando alguém que tem mansidão divina é solicitado a responder, ele o faz com confiança, não com uma atitude ofensiva, mas com mansidão e respeito. (1 Pedro 3,15).

Lembre-se de que pessoas com um caráter manso não atribuem motivos falsos a outros enquanto justificam seu próprio comportamento, conforme ilustrado no relato a seguir:

O outro

  • Quando o outro precisa de muito tempo, ele é lento.
    Se eu demorar muito, sou completo.
  • Se o outro não, ele é preguiçoso.
    Se eu não fizer isso, estou ocupado.
  • Quando a outra pessoa faz algo sem ser contada, ele ultrapassa seus limites.
    Quando faço, tomo a iniciativa.
  • Se o outro ignora as graças, ele é rude.
    Se eu ignorar as regras, sou original.
  • Se o outro satisfaz o chefe, ele é um lodo.
    Se eu gosto do chefe, eu coopero.
  • Se o outro continuar, ele tem sorte.
    Se eu consigo, é porque eu trabalhei duro.

Um chefe gentil tratará a equipe da maneira como ela quer ser tratada - não apenas porque está certa, mas porque sabe que um dia poderá trabalhar para ela.

de Barbara Dahlgren


Você é manso?